.

 

.


 


 

        LIVROS EM PDF

        Você também pode ter o seu trabalho publicado em PDF

Veja como aqui

 

Se você não tem o programa PDF, baixe aqui gratuitamente

 

Você compra seu exemplar, recebe via e-mail

e pode ler no seu micro na hora que desejar.

 

     Livros a Venda    
 
 
 

ÁQUA-ZÔNIA

 Sônia Essabbá

  R$ 12,00

ÁQUA-ZÔNIA II

 Sônia Essabbá

  R$ 12,00

VÔOS DE UMA ÁGUIA

Águia Real

  R$ 12,00

VEJA OS DETALHES AQUI

VEJA OS DETALHES AQUI

VEJA OS DETALHES AQUI

 

 

   

   

O GUARDIAN VELEJANDO

O PACÍFICO

João Sombra / Balbina Sombra

 R$ 20,00

   

VEJA OS DETALHES AQU

   

 

 

 

 

 

 

 

 No Prelo - Aguarde    
 
 
 

 

TEXTOS DAS 5as FEIRAS I

 João Sombra / Balbina Sombra

 

TEXTOS DAS 5as FEIRAS II

 João Sombra / Balbina Sombra

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ÁQUA-ZÔNIA

Sônia Essabbá

R$ 12,00

 

 

Sônia Essabbá é uma escritora carioca com forte influência amazônica. Viveu parte de sua vida na amazônia, convivendo com seus avós maternos e com as lendas amazônicas.

O livro aborda um tema que emociona e alegra o leitor.

Eu mesma, no decorrer da história, me deleitei por diversas vezes com as brincadeiras de Brudugalho e Purucheba.

Esses animais são fantásticos! Um é admirador da natureza e o outro, incansável loroteiro que desperta paixão.  

Este livro trata dos assuntos relacionados à vida dos cetáceos que habitam a bacia dos rios amazonas; foi escrito com uma cortesia invejável.É mais uma obra escrita sobre regiões tropicais; nesse caso, a cintilante bacia do Rio Amazonas.

Texto do livro

Conheci Brudugalho no Rio Negro. Eu estou quase sempre dentro dos rios, passei a juventude convivendo com a vida aquática, com os animais, por isso acabei escrevendo a história da vida de Brudugalho. Sou um observador, um estudioso, um apaixonado pelas águas dos rios, lagos, oceanos; enfim, considero-me um defensor da Amazônia. Na verdade, eu sou um fotógrafo aquático e me chamo Leonard Vilella Weather. Por ter sido salvo por Brudugalho e Purucheba, resovi escrever nas minhas horas vagas a vida desses dois amigos inseparaveis.Usei a linguagem apropriada em vista que a linguagem dos animais e bastante parecida as dos humanos.Sao duas figuras inesqueciveis,as quais sou muito grato.... 

....Brudugalho era um boto muito curioso e atrevido, nada lhe metia medo, gostava de visitar lugares novos e fazer amizades.

Todos os dias largava-se no rio e ia visitar as praias. Quando não conseguia escapar à noite, saía na tardinha e voltava antes da madrugada surgir.

Cresceu assim até que a família acabou se acostumando com as doideiras dele.

Numa dessas largadas,foi que conheceu no rio Negro um pirarucu malandro chamado Purucheba.  Brudugalho ficou impressionado com a astúcia do pirarucu, ele contava histórias do arco da velha.

O sacana dizia que havia visitado quase todos os rios do Amazonas, e só se interessava por grandes rios.

A vida dele era cheia de grandes contos, tudo seu era grandioso. Ele dizia não ter medo de nada. Purucheba dava um jeitinho em tudo. As histórias que contava deixavam o boto de mandíbula molenga.

— Maninho, eu conheço tudo. Onde tem seca eu sei, já estive lá, pelo menos umas duas vezes. Eu gosto de conferir fatos. Sou assim, quero ver para crer....

 

 

Voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ÁQUA-ZÔNIA II

Sônia Essabbá

R$ 12,00

 

 

Sônia Essabbá, vê-se claramente, aborda a região amazônica, da sua biodiversidade a sua degradação compulsiva e quase demoníaca, numa sincronia, para não dizer “sinfonia”, da prosa de ficção, com linguagem pessoal e vívida, à poesia de encanto sedutor, buscando uma integração com o leitor, que o leve à alma da região e mostre esse presente único dos deuses que vem sendo degradado a olhos vistos. Como a autora fornece ainda dados precisos sobre a tragédia, o toque mágico da sua arte escrita dói muito mais.

Aqua-Zônia e Aqua-Zônia II se completam, de tal maneira que um é suporte do outro, embora sejam obras independentes para se ler, apreciar, palpitar e sofrer. No primeiro, a parte poética conclui o livro; no segundo, poemas navegam ao correr do texto, em voleios líricos, livres, aproximando-os da prosa poética, quase preces da floresta, na floresta e pela floresta. A autora, na prosa e na poesia, voltamos a afirmar, dá vida e humaniza tudo da região, tão bem a conhece, tão bem nela se integrou, dando-lhe espiritualidade completa e imorredoura.

Texto do livro

O sol era uma enorme gema de ovo frito. Caramba!, fazia um calor infernal. Eu levava, amarrada à camiseta, uma dúzia de tucumãs. Naquele momento a alegria pulava junto aos meus pés, foi aí que ele apareceu. Era a segunda vez que eu via o cabelo de fogo cara a cara. A primeira me assustei, o bicho era feio como o cão. Ele foi logo tirando um sarro de mim...

– Sabe quem eu sou?

Fiquei calado. Eu tremia igual vara verde, o bicho louco dava voltas na forma de uma bola de fogo. Num momento, ficava parado – era quando eu podia ver a sua figura – segundos depois virava uma bola de fogo novamente, dando voltas no mesmo lugar.

De repente parou e disse:

– Tu tá cagado? Tá cheirando à merda, seu cagão!

Na verdade estava todo borrado, a merda descia igual água pelas minhas pernas.

– Vai te lavar!

Corri pra dentro do rio e tomei aquele banho. Ele ficou na beirada. Curupira rolava na margem do rio, rindo da minha cara.

Quando ele se levantou, tinha barro por todo o corpo, o cabelo estava grudado. A cara dele parecia uma massa de barro com duas enormes pupilas arregaladas.

– Olha, disse ele, tu só sai daí se tiver com o rabo limpo.

Eu mal podia acreditar no que era aquilo. Diabo feio!

– Sai daí! Anda, já! – gritou o mal-querido.

Acatei a ordem; afinal, não conhecia o cabelo de fogo e não me ocorreu que ele era o cara da lenda, o tal do Curupira falado.

– Vem cá, curumim!

Cheguei bem perto dele. O desgraçado era feio como a infelicidade.

– Te perguntei quem sou eu?

– Num sei, não – respondi com a voz trêmula.

– Não sabe, não, seu porcaria?

– Não...

Estava pálido, lívido, a ponto de um desmaio.

– Guarda bem o meu nome e a minha figura. Sou o CURUPIRA!

 

 

Voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VÔOS DE UMA ÁGUIA

Águia Real

R$ 12,00

 

 

 

 

Águia Real

Nascido na Tijuca... na cidade do Rio de Janeiro... em 1936... naquela época o Distrito Federal... e era uma época bem conturbada... sobre a ditadura de Getúlio Vargas... tinha uma única irmã... 4 anos mais velha chamada carinhosamente de Leninha...

Aos 3 anos de idade mudou-se para o bairro de Botafogo... onde viveu durante toda a segunda grande guerra mundial... com todas as coisas ruins que haviam na época... o temor de bombardeios... racionamento de trigo... total falta de ferro e outros metais... todos redirecionados para os esforços de guerra...

Aos 14 anos... perdeu o pai... e foram morar com a avó materna no Largo dos Leões... também em Botafogo... aos 17 anos começou a namorar uma menina... com quem casou aos 24 anos... com 17 anos... ingressou na Escola Preparatória de Cadetes do Exercito na cidade de São Paulo... não seguiu a carreira militar...

Casado jovem... teve uma filha... única por sinal... estudou filosofia de matemática... formou-se em arquitetura... e ingressou na Internet em 2000...

Com ajuda de amigas e muito trabalho... o site, Águia Real Home-page foi para o ar... e hoje... escreve suas crônicas e formata mensagens para vocês... 

Texto do livro

 

SEU ANJO DA GUARDA!

 

Ande sempre com seu anjo da guarda...

ele lhe lembrará de sempre acreditar...

que todos os dias são bons...

te levará a lindos lugares...

lhe dará sempre a serenidade...

mesmo horas das decisões difíceis...

estará sempre a seu lado...

dando amor, coragem e conforto...

 

Tenha seu anjo da guarda sempre ao seu lado...

quando você cair... ele lhe segurará...

guiará seus sonhos e sua felicidade...

lhe dará a mão em todos os momentos... bons e maus...

Em toda a sua vida... ele estará a seu lado...

é nele que você pode confiar...

tanto no meio das tempestades...

como nos tempos de bonança...

Seu anjo da guarda estará sempre ao seu lado...

 

 

 

Voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Guardian Velejando

O Pacífico

João Sombra / Balbina Sombra

R$ 20,00

 

Livros são como as mulheres. Eles e elas nos transmitem, pela intensidade com que sensibilizam o nosso interior.   Assim como fez comigo, o livro, “GUARDIAN NAVEGANDO O PACÍFICO” do  “pequeno gigante”  João Francisco Sombra De Albuquerque - arquiteto, pintor, professor e agora, mais do que qualquer um, escritor, além das características marcantes de desportista, aventureiro, otimista, companheiro e gente da melhor qualidade.

 

Conteúdo agradável, linguagem simples e direta, descrições com naturalidade e profundo conhecimento.

 

Nas descrições de suas viagens com o Veleiro GUARDIAN nós nos sentimos como se estivéssemos presentes, descobrindo novos horizontes, chegando junto àquelas ilhas transbordantes de beleza na vegetação luxuriante, praias e falésias, na cristalinidade das águas que as rodeiam e nos costumes de tantas criaturas exóticas e diferentes.

Texto do livro

Andamos pelas passarelas, vendo belíssimos barcos, quase 15 mil estão ali fundeados, em slips (vagas de acesso direto pelas passarelas) ou pontilhões (que necessitam de barco de apoio para chegar até eles). E fomos chegando à nossa oferta.

Lá estava o YANKEE, coberto, com uma impressão meio triste, de quem está à venda, aguardando quem seria seu segundo proprietário.

E lá chegou a família Brazuca!

Ele não entendia nada, e devia estar pensando:

– É, agora mais essa, além de ser vendido, e ainda pra gente esquisita que fala uma língua esquisita!!!

Amor à primeira vista! Achei-o lindo, linhas clássicas, perfeitas, que sempre desejei, tudo como havia desenhado nos meus sonhos e devaneios. Havia sempre imaginado um veleiro como aquele, que agora se encontrava à minha frente. Quanta euforia, alegria, emoção até, ter achado o meu “barquinho”!O instrumento capaz de transformar o meu sonho de velejar o mundo, em realidade, de navegar este mundão de Deus.

Tira capa, abre porta, puxa gaveta, sacode poeira, levanta paineiros, começamos a admirar a beleza. Tudo como novo, a madeira impecável. Carvalho e Mogno, em perfeito estado, cheiro de novo. O porão tinha até teia de aranha, de tão seco, zero de umidade. O motor, um PERKINS, impecavelmente bem cuidado, apresentava-se em condições irrepreensíveis. Não acreditava no que via!

E o Yankee, desconfiado:

– Que diabo este estrangeiro está pensando que sou? Um Kettemburg e o nº 3 da minha série, e com toda certeza, hoje o melhor!  

Era tudo que procurava. Tudo que desejava, pontuação 1000! Agora era conferir as formalidades, aquelas que anteriormente comentava, a respeito do processo de aquisição de barcos nos Estados Unidos.

Inicialmente, marcamos a velejada para conhecer o veleiro, para daí a 3 dias, isto óbvio, com um depósito de 2.000 dólares, na mão do All! Se coubesse a mim a desistência do negócio perderia o depósito, caso coubesse ao proprietário seria feita a devolução. Não que eu desistiria de um negócio como aquele, só louco!

 

 

 

Voltar

 

 

Copyright© Web Águia - 2009 - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade

E-mail: aguia.real@uol.com.br – Designer By © Águia Real